JESUS: O ÚNICO APÓSTOLO DESIGNADO POR JEOVÁ - https://adeusheresias.com.br

www.ADEUS HERESIAS.com.br
Site dedicado a pessoas sinceras estudiosas da Bíblia.
Ir para o conteúdo

JESUS: O ÚNICO APÓSTOLO DESIGNADO POR JEOVÁ

O APÓSTOLO JESUS.
A palavra grega a·pó·sto·los deriva do verbo comum, a·po·stél·lo, que significa simplesmente “enviar (ou despachar)”. (Mt 10:5; Mr 11:3) Seu sentido básico é claramente ilustrado na declaração de Jesus: “O escravo não é maior do que o seu amo, nem é o enviado [a·pó·sto·los] maior do que aquele que o enviou.” (Jo 13:16) Neste sentido, a palavra também se aplica a Cristo Jesus como o “apóstolo e sumo sacerdote que confessamos”. (He 3:1; compare isso com Mt 10:40; 15:24; Lu 4:18, 43; 9:48; 10:16; Jo 3:17; 5:36, 38; 6:29, 57; 7:29; 8:42; 10:36; 11:42; 17:3, 8, 18, 21-25; 20:21.) Jesus foi enviado por Deus como seu representante designado e comissionado.

O termo é mormente aplicado, porém, aos discípulos a quem Jesus pessoalmente escolheu como corpo de 12 representantes designados. Os nomes dos doze originalmente escolhidos são fornecidos em Mateus 10:2-4; Marcos 3:16-19 e Lucas 6:13-16. Um dos 12 originais, Judas Iscariotes, mostrou-se traidor, destarte cumprindo profecias anteriores. (Sal 41:9; 109:8) Os restantes 11 apóstolos fiéis são de novo alistados em Atos 1:13.

Alguns dos apóstolos tinham sido discípulos de João, o Batizador, antes de se tornarem discípulos de Jesus. (Jo 1:35-42) Onze deles eram evidentemente galileus (At 2:7), sendo Judas Iscariotes considerado o único da Judéia. Pertenciam à classe operária; quatro eram definitivamente pescadores de profissão; um deles tinha sido cobrador de impostos. (Mt 4:18-21; 9:9-13) Pelo menos dois deles parecem ter sido primos de Jesus (Tiago e João, filhos de Zebedeu). Eram homens tidos pelos líderes religiosos como “indoutos e comuns”, indicando que sua instrução era elementar e não provinha de escolas de ensino superior. Vários deles, inclusive Pedro (Cefas), eram casados. — At 4:13; 1Co 9:5.

Dentre os 12, Pedro, Tiago e João parecem ter usufruído a associação mais íntima com Jesus. Apenas eles testemunharam a ressurreição da filha de Jairo (Mr 5:35-43) e a transfiguração de Jesus (Mt 17:1, 2), e o acompanharam mais para dentro do jardim de Getsêmani do que os outros apóstolos, na noite da prisão dele. (Mr 14:32, 33) Parece ter existido uma afinidade especial entre Jesus e João, e aceita-se que João é o mencionado como “o discípulo a quem Jesus havia amado”. — Jo 21:20-24; 13:23.

Provavelmente por volta do ano 34 EC, Saulo de Tarso foi convertido, e ele é mais tarde chamado de Paulo. Ele deveras tornou-se um verdadeiro apóstolo de Jesus Cristo e foi a escolha direta do Jesus Cristo ressuscitado e que ascendera ao céu. (At 9:1-22; 22:6-21; 26:12-23; 13:9) Ele argumentou em favor de seu apostolado e apresentou como sua habilitação o fato de ter visto o ressuscitado Senhor Jesus Cristo, de ter feito milagres e de ele também ter servido como canal para a transmissão do espírito santo aos crentes batizados. (1Co 9:1, 2; 15:9, 10; 2Co 12:12; 2Ti 1:1, 11; Ro 1:1; 11:13; At 19:5, 6)

JESUS O ÚNICO APÓSTOLO escolhido e enviado diretamente por Deus ( Heb. 3:1 )
OS DOZE APÓSTOLOS  E PAULO foram  escolhidos e enviados diretamente por Jesus.
Discípulo: Aluno ou aprendiz de alguém.
Portanto, hoje em dia não existe mais APÓSTOLOS na Terra.

PESQUISA COMPLETA:


Voltar para o conteúdo